CISA alerta sobre golpes envolvendo funcionários em empresas de criptomoedas

Por Carlos Schuabb
Foto: Dall-e 3

A Agência de Segurança de Infraestrutura e Cibersegurança dos EUA (CISA) emitiu um alerta importante para os investidores em criptomoedas sobre o aumento de golpes que envolvem funcionários de empresas do setor.

Segundo a CISA, esses golpes estão se tornando cada vez mais sofisticados e têm como alvo as vulnerabilidades internas das organizações. Empregados desonestos ou infiltrados estão usando seu acesso privilegiado para desviar fundos, manipular transações e comprometer dados sensíveis, colocando em risco os investimentos e a confiança no mercado de criptomoedas.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O alerta da CISA surge em um momento de crescente preocupação com a segurança nas plataformas de criptomoedas, onde a natureza descentralizada e a falta de regulamentação rigorosa podem facilitar ações fraudulentas.

Empresas do setor são encorajadas a reforçar suas medidas de segurança interna e a monitorar de perto as atividades dos empregados para evitar que essas vulnerabilidades sejam exploradas.

Práticas comuns dos golpes envolvendo funcionários

Os golpes internos em empresas de criptomoedas geralmente envolvem práticas enganosas onde os funcionários abusam de seus privilégios de acesso. Entre as táticas comuns estão a criação de contas falsas para transferir fundos de maneira disfarçada, a alteração de registros de transações para beneficiar pessoalmente os golpistas e o roubo de informações confidenciais de clientes que podem ser vendidas ou usadas para outros fins maliciosos.

💥 10 Criptomoedas Promissoras para ficar de olho !
Dê o Próximo Passo e Invista Agora

O diretor de investigações da Chainalysis, Phil Larratt, explicou que os golpes ‘continuam a ser uma grande ameaça ao ecossistema (cripto) em geral’.

A CISA aconselha as empresas a adotarem uma abordagem proativa para prevenir esses tipos de fraudes, incluindo a realização de auditorias regulares, a implementação de sistemas de detecção de anomalias e o estabelecimento de políticas claras para o controle de acesso a informações sensíveis.

O diretor de investigações da Chainalysis concluiu explicando que é ‘cada vez mais importante para projetos e usuários da Web3’ implementar medidas de proteção de segurança.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Medidas de proteção para investidores e empresas

Para proteger seus investimentos, os investidores em criptomoedas são aconselhados a realizar uma diligência adequada antes de confiar seus fundos a qualquer plataforma. Isso inclui a avaliação das medidas de segurança da empresa, o histórico de segurança e a transparência nas operações.

Investidores também devem estar atentos a sinais de possíveis golpes internos, como movimentos de fundos inexplicáveis ou comunicações inadequadas da parte das plataformas.

Compartilhe este artigo
Siga:
Carlos Schuabb, conhecido como Papa no mercado, é redator do Bitnoticias desde julho de 2023, mas ele não começou assim: Iniciando no mercado cripto em 2018, no evento Bitconf, com o tempo se estabeleceu como um entusiasta dedicado, especialmente no que diz respeito ao universo cripto. Ele tem sido uma figura confirmada na organização de todas as edições do BITSAMPA, um evento de prestígio no cenário cripto em São Paulo.
Sair da versão mobile