Google Cloud destaca importância de contratos inteligentes na resolução de problemas de negócios do mundo real

Por Luciano Rodrigues
Foto: Web3

A indústria de criptomoedas está passando por uma mudança de perspectiva fundamental, segundo James Tromans, chefe de Web3 da Google Cloud. Em uma entrevista Tromans enfatizou que a atenção deve ser direcionada para a maneira como os contratos inteligentes podem ser usados para resolver problemas reais de negócios, em vez de focar exclusivamente nos preços dos tokens.

“Quais são os problemas de negócios que você deseja resolver? Quando você executa um contrato inteligente para executar alguma lógica de negócios e resolver seu problema, você está usando um token, mas o token não é a coisa principal; o problema de negócios é o que realmente importa”, destacou Tromans.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O líder da Web3 da Google Cloud instou a comunidade a afastar-se das discussões centradas nos tokens e na especulação em torno deles, reforçando que isso não é o verdadeiro Web3.

Um dos principais serviços de blockchain da Google Cloud é seu “Blockchain Node Engine”, que oferece aos usuários um nó auto-hospedado para acessar dados da blockchain, realizar transações, construir contratos inteligentes e executar aplicativos descentralizados.

Web3

Tromans argumentou que blockchain e contratos inteligentes podem levar à inovação, à redução de custos operacionais e à criação de novas fontes de receita. Mesmo em meio ao mercado em baixa, ele afirmou que a Google Cloud continua a receber uma demanda sólida de empresas que desejam integrar a tecnologia blockchain:

💸 Receba até 5.000 USDT em Recompensas
Abra Sua Conta na BingX

“Nos últimos 12 a 15 meses, no espaço empresarial tradicional, o interesse em aproveitar a tecnologia blockchain para melhorar a eficiência, reduzir custos e acelerar a inovação não desapareceu.”

A maior parte dessa demanda tem origem no setor TradFi (Finanças Tradicionais) para solucionar problemas básicos de finanças e contabilidade, explicou Tromans. No entanto, os clientes da Google Cloud estão cada vez mais interessados em integrar soluções baseadas em blockchain em identidade digital e cadeia de suprimentos.

A identidade digital, em particular, tem sido um tópico quente de debate no mundo da Web3, com o recente lançamento do Worldcoin em 24 de julho. O projeto de criptomoeda biométrica de íris foi fundado pelo CEO da OpenAI, Sam Altman, em 2019.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Tromans, no entanto, argumenta que a tecnologia blockchain provavelmente não verá adoção em massa até que a experiência do usuário melhore substancialmente. Ele enfatizou a necessidade de abstrair os detalhes técnicos, como as chaves privadas, para que o usuário comum possa usar a tecnologia sem a necessidade de um profundo conhecimento técnico.

“Ao otimizar a experiência do usuário, a tecnologia blockchain poderá resolver problemas em uma variedade de setores”, afirmou Tromans. Ele acredita que, quando a tecnologia Web3 atingir a adoção em massa, não a chamaremos de Web3; simplesmente a chamaremos de web novamente.

Compartilhe este artigo
Siga:
Jornalista, assessor de comunicação e escritor. Escreve também sobre cinema, séries, quadrinhos, já publicou dois livros independentes e tem buscado aprender mais sobre criptomoedas, o suficiente para poder compartilhar o conhecimento.
Sair da versão mobile